domingo, 2 de agosto de 2009

MEU NOME É PECOS


(Due once di piombo/ My name is Pecos / Il Mio nome è Pecos)
Italia, 1966 83min
Direção:Maurizio Lucidi
Musica: Coriolano Gori ( Lallo Gori)
Com:Robert Woods, Lucia Modugno, Peter Carsten, Umberto Raho, Max Dean, George Eastman, Peter Martell, Sal Borgese, Antonio Marsina, Cristina Iosani
-Lançamento nos cinemas em Technicolor/Techniscope, pela MaxHirsh.
-Aproveitando o sucesso, outros filmes de Robert Woods, receberam no Brasil, títulos evocando o personagem: Pecos acerta as contas(El Puro) e até um policial, Pecos em Hong Kong (Women for Sale, 1969). Mas, Pecos só apareceu realmente em mais um filme: Pecos vem para matar(Pecos cleans up).
-D inheiro, escondido por bandidos dentro de um barril, transforma a vida dos habitantes de um pequeno povoado em um inferno. Pécos se apodera do dinheiro e o esconde, ficando a espera do retorno dos bandidos.
-Lançado em VHS(Flashstar) e em DVD(Cine Art)*, com titulo de cinema.
-Na trilha sonora de Lallo Gori, as canções "The ballad of Pecos" por Bob Smart e "Dal sude verra' qualcuno" por Franco Fajila & The Beats
*A qualidade de imagem desse DVD é boa, mas liquida o widescreen.

2 comentários:

  1. Gostei desse pistoleiro mexicano. Acção q.b.

    ResponderExcluir
  2. toninhoapol@hotmail.com1 de setembro de 2010 19:22

    gostei desse pistoleiro mexicanoporque é de muita acão 1 de setembro 20010

    ResponderExcluir